GUARANI 3 X 3 S. Paulo

(nos pênaltis: GUARANI 3 X 4 S. Paulo)

Campeonato Brasileiro 1986 - Final - 2o. jogo

Local: Brinco de Ouro da Princesa - Campinas
Data: 25/02/1987 (Quarta-feira)
Horário: 21:30 h
Árbitro: J. A. Aragão (SP)
Assistentes: João Massonetto (SP) e Luiz Alfredo Bianchi (SP)
1o. tempo: 1 X 1 - Nelsinho (contra) aos 2 min. e Bernardo aos 9 min.
Final dos 90 minutos: 1 X 1.
Prorrogação:
1o. tempo: 2 X 2 - Pita aos 2 min. e Boiadeiro aos 7 min.
Final: 3 X 3 - João Paulo aos 3 min. e Careca aos 14 min.
Pênaltis:
          Marco Antônio cobrou e o goleiro defendeu: 0 X 0;
          Careca cobrou e Sérgio Neri defendeu: 0 X 0;
          Tosin converteu: GUARANI 1 X 0;
          Darío Pereyra converteu: 1 X 1;
          João Paulo cobrou para fora: 1 X 1;
          Rômulo converteu: S. Paulo 2 X 1;
          Valdir Carioca converteu: 2 X 2;
          Fonseca converteu: S. Paulo 3 X 2;
          Evair converteu: 3 X 3;
          Wagner Basílio converteu: S. Paulo 4 X 3.
Renda: Cz$ 4.221.300,00
Público: 37.370 pagantes
Cartão Vermelho: Vagner aos 10 min. do 1o. tempo da prorrogação.

GUARANI - Sérgio Neri, Marco Antônio, Ricardo Rocha, Valdir Carioca e Zé Mário; Tosin, Tite (Vagner) e Boiadeiro; Catatau, Evair e João Paulo. Técnico: Carlos Gainete Filho.

S. PAULO - Gilmar, Fonseca, Wagner Basílio, Darío Pereyra e Nelsinho; Bernardo, Silas (Manu) e Pita; Müller, Careca e Sidnei (Rômulo). Técnico: Pepe.

Obs.: Com este resultado o GUARANI tornou-se Vice-campeão Brasileiro de 1986. O GUARANI encerrou o campeonato com o maior número de pontos ganhos, o melhor aproveitamento, o maior número de vitórias, o menor número de derrotas, a defesa menos vazada, o melhor saldo de gols e o segundo melhor ataque entre todos os participantes, e uma invencibilidade de 16 jogos. Teve também o goleiro menos vazado (Robinson) e o vice-artilheiro da competição (Evair).

çvoltar

Página inicial