GUARANI 3 X 1 Vila Nova GO

Copa do Brasil 2003 - 2a. Fase (1/16 de final)

Local: Brinco de Ouro da Princesa - Campinas
Data: 26/03/2003 (Quarta-feira)
Horário: 20:30 h
Temperatura: 20-19°C
Árbitro: Sérgio Cristiano Nascimento (RJ)
Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima (RJ) e Eurivaldo de Farias Lima (RJ)
1o. tempo: GUARANI 2 X 1 - Reinaldo a 1 min., Cleiton aos 18 min. e Marquinhos aos 37 min.
Final: GUARANI 3 X 1 - Creedence aos 44 min.
Renda: não divulgada
Público: 3.269 pagantes
Cartão Vermelho: Emerson aos 12 min. do 2o. tempo.

GUARANI - Jean, Simão, Paulão, Juninho e Alex (Leandro Guerreiro); Emerson, Reinaldo (Lúcio), Marquinhos (Rafael Silva) e Esquerdinha; Wágner e Creedence. Técnico: Neto (interino).

VILA NOVA - Paulo Sérgio, Leonardy, Moisés, Nei e Cleiton (Marco Aurélio); Dino, Batata, Fábio Bahia e Joel; Mirandinha (Luciano) e Adriano (Kleyr). Técnico: Ivair Cenci.

Obs.: Com este resultado o GUARANI classificou-se para a 3a. Fase (oitava-de-final) da Copa do Brasil 2003.
Posteriormente o Vila Nova entrou com recurso no STJD requerendo a vaga ganha pelo GUARANI, alegando que o jogador Leandro Guerreiro havia jogado de maneira irregular, pois seu nome não havia sido publicado no recém criado BID (Boletim Informativo Diário) da CBF, conforme previa o regulamento da competição a partir desse ano. Embora Leandro Guerreiro estivesse com sua situação regularizada perante a CBF desde fevereiro, e a CBF tenha reconhecido através de um documento a sua culpa no fato de o nome do jogador não ter sido publicado no BID, o tribunal considerou o GUARANI culpado por 3 X 2 em primeira instância. O GUARANI recorreu da decisão e em segunda instância foi derrotado por 4 X 1. Assim, o GUARANI foi punido com a exclusão da Copa do Brasil por um erro cometido (e reconhecido) pela CBF.

çvoltar

Página inicial